Bolsas de Estudos para Empreendedores

Empreendedorismo é a principal característica que universidades e empresas buscam em seus candidatos. O empreendedor é aquele que não espera, é proativo, faz as coisas acontecerem.

É alguém altamente motivado, com ideias inovadoras e conhecimentos suficientes para implementá-las. Acredita no seu potencial, apresenta capacidade de liderança e sabe trabalhar em equipe.

O empreendedor social alia todas essas caraterísticas com o objetivo de desenvolver empreendimentos que têm impacto positivo na sociedade. São projetos implementados com base em soluções para a comunidade, para o meio ambiente, sem visar diretamente o lucro.

Algumas universidades internacionais oferecem bolsas de estudos e incentivos especificamente para empreendedores sociais:

  • Skoll Centre for Social Entrepreneurship, em Oxford: o centro da Saïd Business School concentra iniciativas direcionadas para impacto social, que vão de matérias em inovação na área da saúde a finanças sociais. O que a universidade espera é que seus estudantes passem a exigir que as organizações onde trabalham repensem seu impacto social e ambiental.

  • Center for Social Innovation, em Stanford: a universidade americana oferta diversas oportunidades para quem deseja focar a carreira em impacto social. A abordagem de Stanford adapta os cursos de empreendedorismo tradicionais e recebe estudantes direcionados para a área social. Também dedica várias matérias eletivas aos empreendedores sociais, como a “Entrepreneurial Design for Extreme Affordability”, voltada para a área de projetos, combinando aspectos de engenharias e negócios. A ideia é que os alunos, em grupos de trabalho, desenvolvam protótipos, planos de negócio e tecnologias voltadas para países em desenvolvimento e populações mais pobres.
  • Center for Social Sector Leadership, em Berkeley: dentro da Haas Business School, em Berkeley, o empreendedorismo social é bastante consolidado. O currículo oferecido abrange tanto a micro, como a macroeconomia, o reconhecimento de problemas e a elaboração de soluções e inovação aplicada. Um dos programas é a Global Social Venture Competition (GSVC), em que os alunos precisam identificar problemas sociais e desenvolver soluções específicas, após a análise do cenário. Os vencedores ganham 50 mil dólares para implementar a proposta.

Todas essas oportunidades oferecidas exigem de seus candidatos fluência em língua inglesa e determinadas características que são desenvolvidas em vivências e situações desafiadoras, únicas, como um intercâmbio no exterior.

Candidate-se às Bolsas de Estudos SEDA COLLEGE

O SEDA COLLEGE apoia financeiramente alunos que desejam fazer um intercâmbio para aprender a língua inglesa em Dublin, na Irlanda. Bolsas de estudos são oferecidas a pessoas que sejam maiores de 18 anos e realmente comprometam-se com o aprendizado.

Há um número limitado de vagas. Faça sua inscrição pelo site http://www.sedadream.com/.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Bolsas de Estudos para Empreendedores

Empreendedorismo é a principal característica que universidades e empresas buscam em seus candidatos. O empreendedor é aquele que não espera, é proativo, faz as coisas acontecerem.

É alguém altamente motivado, com ideias inovadoras e conhecimentos suficientes para implementá-las. Acredita no seu potencial, apresenta capacidade de liderança e sabe trabalhar em equipe.

O empreendedor social alia todas essas caraterísticas com o objetivo de desenvolver empreendimentos que têm impacto positivo na sociedade. São projetos implementados com base em soluções para a comunidade, para o meio ambiente, sem visar diretamente o lucro.

Algumas universidades internacionais oferecem bolsas de estudos e incentivos especificamente para empreendedores sociais:

  • Skoll Centre for Social Entrepreneurship, em Oxford: o centro da Saïd Business School concentra iniciativas direcionadas para impacto social, que vão de matérias em inovação na área da saúde a finanças sociais. O que a universidade espera é que seus estudantes passem a exigir que as organizações onde trabalham repensem seu impacto social e ambiental.

  • Center for Social Innovation, em Stanford: a universidade americana oferta diversas oportunidades para quem deseja focar a carreira em impacto social. A abordagem de Stanford adapta os cursos de empreendedorismo tradicionais e recebe estudantes direcionados para a área social. Também dedica várias matérias eletivas aos empreendedores sociais, como a “Entrepreneurial Design for Extreme Affordability”, voltada para a área de projetos, combinando aspectos de engenharias e negócios. A ideia é que os alunos, em grupos de trabalho, desenvolvam protótipos, planos de negócio e tecnologias voltadas para países em desenvolvimento e populações mais pobres.
  • Center for Social Sector Leadership, em Berkeley: dentro da Haas Business School, em Berkeley, o empreendedorismo social é bastante consolidado. O currículo oferecido abrange tanto a micro, como a macroeconomia, o reconhecimento de problemas e a elaboração de soluções e inovação aplicada. Um dos programas é a Global Social Venture Competition (GSVC), em que os alunos precisam identificar problemas sociais e desenvolver soluções específicas, após a análise do cenário. Os vencedores ganham 50 mil dólares para implementar a proposta.

Todas essas oportunidades oferecidas exigem de seus candidatos fluência em língua inglesa e determinadas características que são desenvolvidas em vivências e situações desafiadoras, únicas, como um intercâmbio no exterior.

Candidate-se às Bolsas de Estudos SEDA COLLEGE

O SEDA COLLEGE apoia financeiramente alunos que desejam fazer um intercâmbio para aprender a língua inglesa em Dublin, na Irlanda. Bolsas de estudos são oferecidas a pessoas que sejam maiores de 18 anos e realmente comprometam-se com o aprendizado.

Há um número limitado de vagas. Faça sua inscrição pelo site http://www.sedadream.com/.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Bolsas de Estudos para Empreendedores

Empreendedorismo é a principal característica que universidades e empresas buscam em seus candidatos. O empreendedor é aquele que não espera, é proativo, faz as coisas acontecerem.

É alguém altamente motivado, com ideias inovadoras e conhecimentos suficientes para implementá-las. Acredita no seu potencial, apresenta capacidade de liderança e sabe trabalhar em equipe.

O empreendedor social alia todas essas caraterísticas com o objetivo de desenvolver empreendimentos que têm impacto positivo na sociedade. São projetos implementados com base em soluções para a comunidade, para o meio ambiente, sem visar diretamente o lucro.

Algumas universidades internacionais oferecem bolsas de estudos e incentivos especificamente para empreendedores sociais:

  • Skoll Centre for Social Entrepreneurship, em Oxford: o centro da Saïd Business School concentra iniciativas direcionadas para impacto social, que vão de matérias em inovação na área da saúde a finanças sociais. O que a universidade espera é que seus estudantes passem a exigir que as organizações onde trabalham repensem seu impacto social e ambiental.

  • Center for Social Innovation, em Stanford: a universidade americana oferta diversas oportunidades para quem deseja focar a carreira em impacto social. A abordagem de Stanford adapta os cursos de empreendedorismo tradicionais e recebe estudantes direcionados para a área social. Também dedica várias matérias eletivas aos empreendedores sociais, como a “Entrepreneurial Design for Extreme Affordability”, voltada para a área de projetos, combinando aspectos de engenharias e negócios. A ideia é que os alunos, em grupos de trabalho, desenvolvam protótipos, planos de negócio e tecnologias voltadas para países em desenvolvimento e populações mais pobres.
  • Center for Social Sector Leadership, em Berkeley: dentro da Haas Business School, em Berkeley, o empreendedorismo social é bastante consolidado. O currículo oferecido abrange tanto a micro, como a macroeconomia, o reconhecimento de problemas e a elaboração de soluções e inovação aplicada. Um dos programas é a Global Social Venture Competition (GSVC), em que os alunos precisam identificar problemas sociais e desenvolver soluções específicas, após a análise do cenário. Os vencedores ganham 50 mil dólares para implementar a proposta.

Todas essas oportunidades oferecidas exigem de seus candidatos fluência em língua inglesa e determinadas características que são desenvolvidas em vivências e situações desafiadoras, únicas, como um intercâmbio no exterior.

Candidate-se às Bolsas de Estudos SEDA COLLEGE

O SEDA COLLEGE apoia financeiramente alunos que desejam fazer um intercâmbio para aprender a língua inglesa em Dublin, na Irlanda. Bolsas de estudos são oferecidas a pessoas que sejam maiores de 18 anos e realmente comprometam-se com o aprendizado.

Há um número limitado de vagas. Faça sua inscrição pelo site http://www.sedadream.com/.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *